Proteja seu endereço de e-mail

antispam.jpg

Não é impressão sua a sensação de que a maior parte dos e-mails é lixo. Segundo o último relatório da Symantec, 91,89% de todos os e-mails no mundo são spam.

Não, você não leu errado! Quase todos os e-mails que circulam na internet são spam (pelo menos por enquanto)! E, segundo as estatísticas, o Brasil é um dos campeões na área.

O relatório não explica porque, mas creio que uma das razões seja a falta de cuidado dos brasileiros. No Brasil, abundam apresentações em powerpoint, na maioria das vezes, mensagens de auto-ajuda ou boatos infundados, invariavelmente terminadas com um apelo para encaminhar a todos os contatos da lista.

Ao receber uma dessas mensagens, o spammer passa a contar com uma lista novinha de vítimas porque a maioria dos internautas brasileiros não costuma zelar pela privacidade do próximo:

  • usando o campo de cópia oculta; e
  • removendo os endereços de destinatários anteriores do corpo da mensagem ao enviá-la.

Continue lendo

Blogroll por ordem de atualização (3)

wordpress.png

Outro dia, um amigo meu perguntou por que alguns artigos tinham um caráter tão técnico. Peço desculpas, é porque um dos objetivos iniciais deste site é armazenar macetes e dicas para mim mesmo:

organizar dicas, tutoriais e endereços para consulta posterior;

Portanto, aviso que este artigo interessa mais àqueles que gostam de programação. Aqueles que o lerem e não compreenderem, não se preocupem: é apenas um registro pessoal para futuras consultas e não contém nenhuma informação de uso geral.

Continue lendo

Atualizado para WordPress 3.0

wordpress-upgrade.jpg

Pronto! Agora que a Copa do Mundo 2010 acabou (pelo menos para a Seleção Brasileira), voltemos à programação normal…

No último dia 17, foi lançado o WordPress 3.0 (Thelonious Monk), com várias novidades. Foi muito festejada a possibilidade de manter vários blogs em uma única instalação WordPress, e é realmente um grande avanço. Mas, como já tenho pouco tempo para manter este site, interessei-me mais pelas outras mudanças.

Continue lendo

Parada para manutenção preventiva

Vários compromissos inadiáveis, como uma reforma em casa e a conclusão do meu mestrado, têm interferido na manutenção do site. Como esse volume de compromissos, além de prejudicar o site, também tem afetado minha vida pessoal e profissional, farei uma parada para descanso, deixando o site no “piloto automático”.

O que isto significa?

Com relação ao conteúdo, nenhuma mudança. Apenas a aprovação dos novos comentários dependerá da facilidade com que eu terei acesso a um computador (o que significa que terei uma pilha de mensagens e comentários para responder quando voltar)…

Sistema em manutenção preventivasmpte_color_bars.gif
Agora, de volta à programação normal

Como contar os marcadores dos posts

wordpress.png

Encontrei dois textos interessantes sobre marcadores de blogs (no Blog for Profit e no Jasor Better). Segundo eles, os marcadores funcionam como palavras-chave, ligando até mesmo artigos de diferentes categorias de forma intuitiva.

Por outro lado, em excesso, os marcadores podem confundir o leitor, tornando-se prejudiciais. Sendo assim, decidi verificar quantos marcadores meus artigos têm.

Pesquisei na internet, mas não encontrei nenhuma solução para esse problema. Então, usando a documentação do WordPress e contando com a ajuda de uma colega de trabalho (obrigado, Luciana!), cheguei ao comando abaixo:

SELECT post_title, COUNT(db_term_relationships.object_id) AS num_tags FROM db_term_relationships
LEFT JOIN zdb_posts ON id = object_id
LEFT JOIN db_term_taxonomy ON db_term_relationships.term_taxonomy_id = db_term_taxonomy.term_taxonomy_id
LEFT JOIN db_terms ON db_terms.term_id = db_term_taxonomy.term_id
WHERE db_term_taxonomy.taxonomy = "post_tag"
GROUP BY db_term_relationships.object_id
ORDER BY num_tags DESC

Por outro lado, se o interesse for apenas uma lista com os marcadores mais usados, pode-se usar o comando abaixo:

SELECT db_terms.name, COUNT(db_term_relationships.object_id) AS qtd FROM db_term_relationships
LEFT JOIN db_term_taxonomy ON db_term_relationships.term_taxonomy_id = db_term_taxonomy.term_taxonomy_id
LEFT JOIN db_terms ON db_terms.term_id = db_term_taxonomy.term_id
WHERE db_term_taxonomy.taxonomy = "post_tag"
GROUP BY db_terms.term_id
ORDER BY qtd ASC

Fica como lembrete para mim e sugestão para outros que tenham a mesma dúvida…

Atualização: Acrescentado o comando SQL para exibir a lista dos marcadores mais usados.