O sucesso da Toyota

veja_2006.jpg

No último dia 24, a Toyota informou que vendeu 2,348 milhões de carros durante o primeiro trimestre de 2007. No mesmo período, a General Motors vendeu apenas 2,26 milhões: uma diferença de 88 mil unidades! É verdade que esse resultado corresponde apenas ao primeiro trimestre e muita coisa acontece em nove meses…

Segundo a Folha, boa parte dessas vendas ocorreu nos Estados Unidos mesmo! Entretanto, segundo o Portal Exame, a reação da empresa, como é tradição entre os japoneses (e mineiros), foi discreta: Nosso único objetivo é ser número 1 em qualidade. Deixaremos que os números falem. Vale observar também, uma matéria que saiu na Veja tratando do assunto. As comparações entre o sistema de produção usado pela Toyota e o sistema “tradicional” são bem interessantes:

Continue lendo

Vendedor ou tirador de pedidos?

simbolo-adm.png

Nas aulas de OSM, volta e meia comento sobre o atendimento a clientes como diferencial nos negócios. Não é raro repetir uma frase que ouvi durante a graduação: Há uma grande diferença entre o vendedor e o tirador de pedidos!

Sempre tive vontade de escrever algo sobre isso aqui no blog, mas… Bem, para encurtar, encontrei, no Fórum PCs, um artigo muito bom sobre vendedores e tiradores de pedidos. É meio antigo (agosto/2006), mas a culpa foi minha por não encontrá-lo antes:

Continue lendo

Precisa falar difícil?

surprised.png

Vi, no Blog do Cardoso, um caso (Seu Gregório e o Juiz Porreta) que achei difícil de acreditar.

Mas, após uma rápida pesquisa, encontrei o mesmo caso no Blog de Túlio Viana, um dos melhores que conheço sobre direito e, prova final (pelo menos para mim), no site da Associação dos Magistrados da Bahia.

Zé Rosa, esse artigo lembra você…

Continue lendo

Ainda bem!

Eu não disse que logo iriam começar a surgir as críticas ao iPhone? Eis mais uma, do Usabilidoido. E muito bem fundamentada! Mostra, inclusive, respostas de concorrentes ao protótipo da Apple!

Como nada é perfeito, o iPhone tem que ter defeitos. Então, as críticas diminuem o frenesi, trazem as coisas de volta à realidade e contribuem para o aprimoramento do produto.

Afinal, o iPhone será superado um dia (não sei quando). E, quando isso ocorrer (ocorreu com todos os equipamentos que vieram antes dele e continuará ocorrendo com os que vierem depois), não será sinal de fracasso.

O principal feito de qualquer nova tecnologia não é ser o “equipamento definitivo”, mas mostrar aos concorrentes que existem outros caminhos a serem trilhados, tirando-os da mesmice. Permitindo a evolução.

O modo seguro é mais seguro…

padlock.png

Vi, hoje, um aviso no mínimo interessante: um novo trojan está à solta, ameaçando sistemas Windows.

Até aí, tudo normal, o que mais tem são ameaças ao MS-Windows®

Continue lendo