É gente invisível…

fernando_costa.gif

Recebi um e-mail sobre um psicólogo que passou oito anos trabalhando como gari para estudar sobre “invisibilidade pública”, uma percepção humana condicionada à divisão social do trabalho, onde enxerga-se somente a função e não a pessoa.

Em 1994, Fernando Braga da Costa era estudante de psicologia na USP quando uma tarefa da disciplina Psicologia Social II exigiu que exercesse, por um dia e ao lado de trabalhadores reais, uma “profissão subalterna e não-qualificada”.

Ele escolheu trabalhar ao lado dos garis da própria universidade mas, ao contrário de seus colegas, decidiu levar adiante a experiência. O trabalho começou de forma esporádica mas, aos poucos, foi se tornando mais freqüente. Após alguns meses, pelo menos uma vez por semana Fernando vestia o uniforme e trabalhava como gari.

Continue lendo

Maçãs, idéias e conhecimento

george_bernard_shaw.gifDesde pequeno, meus pais me ensinaram que o bem mais valioso é o conhecimento. Ouvi isso inúmeras vezes, de mais formas do que consigo lembrar. Tanto que, até hoje, considero um livro uma das melhores aquisições possíveis. Carla que o diga!

Porém, o termo “valioso”, pode dar uma conotação monetária que não destaca a importância do que armazenamos em pouco mais de um quilo de massa cinzenta. Recentemente, vi uma frase de George Bernard Shaw que, em minha opinião, consegue demonstrar essa importância, fugindo do conceito de valor:

Se você tem uma maçã e eu tenho uma maçã, e nós trocamos as maçãs, então você e eu ainda teremos uma maçã. Mas se você tem uma idéia e eu tenho uma idéia, e nós trocamos essas idéias, então cada um de nós terá duas idéias.

(George Bernard Shaw)

A importância da educação doméstica

claudia_552Fui aconselhado a ler uma reportagem na revista Cláudia deste mês: “As 10 competências que seu filho precisa aprender”.

A idéia geral é que, apesar da importância da educação formal, características como flexibilidade, convivência, ética, maturidade e comunicação são fundamentais mas não podem ser ensinadas na escola: a família deve ser responsável por elas.

Como garante o headhunter Luiz Carlos Cabrera, professor de gestão de pessoas da Fundação Getulio Vargas, em São Paulo: Os grandes diferenciais hoje, atitude e caráter, são desenvolvidos desde a primeira infância. A escola pode até ajudar, mas a família é determinante.

Outros pontos que achei interessantes:
Continue lendo

$self->age++;

Estive procurando um determinado trecho de código para publicar aqui hoje. Encontrei vários interessantes, mas este aqui ganhou pela variedade… O cara é “poliglota”!

Voltando ao assunto, nenhum era como eu queria… Então, resolvi que era hora de requentar uma tirinha velha.

Desta vez, para aqueles que conhecem PHP:

cartoon_bday_php