O que é aquilo?

pai_e_filho_fundoazul.jpg

Em 2006, fui à minha primeira apresentação de Dia dos Pais no papel de pai.

Emocionado pela música de Fábio Júnior, confesso que não lembro muito do vídeo que foi apresentado… Mas lembro claramente que liguei para meu pai, expliquei onde estava e desejei a ele um feliz dia dos pais.

Ele apenas sorriu e respondeu:

— Obrigado e um feliz dia dos pais para você também, meu filho! Mas você está lembrado que o dia dos pais é no próximo domingo e não hoje, não está?

Se minha memória não falha, ainda era quinta-feira! Esses pais de primeira viagem, tsc, tsc, tsc…

Continue lendo

Voando com os pés, a cabeça e o coração!

dancing_couple.gif

Em lugar da costumeira reflexão semanal, hoje farei uma homenagem à mulher mais paciente que conheço: afinal, ela vem aturando esse nerd teimoso e rabugento por mais de vinte anos!

Como eu disse há algum tempo: sou uma dessas pessoas comuns, que precisam de ajuda para expressar o que querem dizer, mas não sabem como. Vou usar a música Fly Me to the Moon já que a letra traduz muito bem o que sinto ao lado dessa mulher inteligente e linda!

A versão cantada por Frank Sinatra já foi tema da exploração espacial, o que combina comigo que, apesar de manter meus pés no chão, vivo com a cabeça na Lua…

Continue lendo

Dia das Mães 2015

white-carnation.jpg

Apesar de o Dia das Mães ser uma das datas mais cobiçadas (e exploradas) pelo comércio, é possível encontrar belas mensagens dedicadas a elas.

Como homenagens aos nossos pais nunca são excessivas, reuni algumas que encontrei recentemente. As duas primeiras eu vi no Ctrl+Pels.

Apesar de todas serem muito emocionantes, a minha preferida foi a segunda (a do menino com a flor).

Atenção: Para não alterar as peças, mantive as referências aos patrocinadores. Se isso causar algum incômodo, peço desculpas.

Continue lendo

O último ensinamento

pai_e_filho.jpg

Nossos pais são uma das maiores dádivas que temos na vida.

Não falo de eles terem nos trazido a este mundo (fato importantíssimo, mas infelizmente há aqueles que se limitam a isso), refiro-me a terem nos protegido, a terem nos servido de exemplo, a terem tido a paciência para nos ensinar a ser “gente de bem”. E o fizeram sem querer nada em troca, exceto o nosso bem-estar!

Há alguns anos, publiquei um texto de Artur da Távola em que ele conclui:

Ser pai é, enfim, colher a vitória exatamente quando percebe que o filho a quem ajudou a crescer já, dele, não necessita para viver. É quem se oculta na obra que realizou e sorri, sereno, por tudo haver feito para deixar de ser importante.

É uma linda conclusão, mas um primo me enviou hoje um outro texto que a contradiz, provando que o trabalho dos pais nunca termina: eles estão sempre nos ensinando.

Nem que seja a última coisa que façam…

Continue lendo