Ensinar faz bem!

Ainda refletindo sobre educação domiciliar, eu não estava exagerando quando comentei recentemente que é um papel de muita responsabilidade e que dá muito trabalho. Só que, como tudo na vida, também tem vantagens…

Se as pessoas soubessem como ensinar faz bem principalmente para quem ensina…

Afinal, para que ir à escola?

Acho que as discussões sobre educação domiciliar (homeschooling) estão muito concentradas em quem ensina ou onde se ensina, quando o mais importante (e mais difícil!) é ensinar o aluno a questionar, pesquisar, analisar e avaliar fatos por si mesmo…

É uma grande responsabilidade, será que há mesmo tanta gente capaz disso? Isso sem falar na disposição, porque dá um trabalho…

Você é pedófobo?

crianca_agressiva.jpg

Por falta de tempo, tenho publicado mais cartuns do que texto. Às vezes, porém, um assunto mais profundo vence a correria diária e impõe a necessidade de um texto.

É o caso de um texto que li hoje sobre educação infantil.

Na maior parte do tempo, sou criticado por reclamar que estão dando direitos demais (e obrigações de menos) aos jovens. Às vezes, porém, encontro alguém mais convincente do que eu que concorda comigo, como aconteceu com Rosely Sayão, Lya Luft e Lílian Silva.

Hoje, encontrei o excelente texto a seguir…

Continue lendo

O tempo passa…

O cartum a seguir lembrou-me de umas reflexões que fiz há cerca de dois anos: de todos os envolvidos (pais, filhos e professores) quem é o maior interessado no correto aprendizado? E, na incapacidade deles, quem deve (ou deveria) se responsabilizar por isso?

Continue lendo

A quem devemos cobrar?

chaunu_parents_vs_teachers.jpg

Normalmente o jovem prefere se divertir a estudar, mas hoje, com tantas ferramentas à disposição, talvez o mais difícil seja não aprender:

Então, por que um número tão grande de alunos tem resultados abaixo do esperado?

Continue lendo