Nem tudo é o que parece ser…

Considero Matrix um dos meus filmes prediletos: independentemente da qualidade do restante da trilogia, ele me fez refletir sobre várias coisas, especialmente sobre o conceito de realidade e como os nossos sentidos podem nos enganar (e ser enganados).

É relativamente fácil compreender que “realidade” é como interpretamos o mundo através de nossos sentidos. O que precisa ser observado é que o condicionamento do nosso cérebro influencia essa interpretação. Ou seja, até um certo ponto, nós criamos nossa realidade!

A pedra flutuante na imagem abaixo circulou recentemente nas redes sociais. Ela não passou por montagens em programas como o Photoshop: as plantas, o solo, a pedra… Todos os elementos são reais. Então, como ela flutua?

Continue lendo

Benquerer

Encontrei uma tirinha hilária de Carlos Ruas d’Um Sábado Qualquer que achei bem adequada para os dias de hoje:

ruas_planetinhas_1.jpgFonte: Um Sábado Qualquer.

Infelizmente, às vezes precisamos tomar cuidado até com aqueles que dizem gostar de nós!

P.S. Descobri que “bem-querer” foi alterada pelo Acordo Ortográfico e agora é escrita como… “benquerer”!

A importância de escolher certo…

Gostei da nova série de cartuns de Carlos Ruas do Um Sábado Qualquer sobre a importância dos estudos!

ruas_escolhas.jpgFonte: Um Sábado Qualquer.

O conhecimento e a sabedoria são nossas maiores vantagens nesse mundo, precisamos valorizá-los mais!

E a realidade, o que é?

morpheus_pills.png

Como já disse antes, dá para aprender alguma coisa com quase tudo que vemos no dia a dia… Dá até para aprender um pouco de filosofia em histórias em quadrinhos!

Hoje encontrei uma historinha do Pithecanthropus Erectus da Silva, ou melhor, Piteco (da Turma da Mônica) que explica, de forma simplificada (afinal, são quadrinhos), a Alegoria (ou Mito) da Caverna, do filósofo Platão!

sombras_vida_01.pngsombras_vida_02.pngsombras_vida_03.pngsombras_vida_04.pngsombras_vida_05.png
Fonte: Turma da Mônica.

Esse conceito de que a realidade é aquilo que consideramos real é tão importante que, volta e meia, é referenciado em obras de ficção. Você não acredita? Analise com mais cuidado o enredo de livros como Admirável Mundo Novo, A Ilha e A Caverna, ou de filmes como O Show de Truman e Matrix

Ou mesmo um cartum bem curtinho:

armandinho_caverna.pngFonte: Armandinho.