Para todos os gostos

Quem nunca teve a tentação de dar “sugestões não solicitadas” aos amigos e familiares? Por outro lado, quem nunca teve que se controlar ao lidar com uma intromissão bem-intencionada?

ruas_mudar_casa.png
Fonte: Will Tirando.

Essa é uma das razões porque gosto tanto de Anésia: apesar de fictícia, serve de válvula de escape dizendo o que todo mundo quer dizer, mas não tem coragem…

Idiossincrasias femininas

As mulheres são impressionantes: elas fazem várias coisas simultaneamente, mantém a ordem na casa, preocupam-se com a carreira e com a família… E tudo isso sem perder a autoridade!

Quando são mães então…

willtirando_brincar_la_fora.png
Fonte: Will Tirando.

Só elas para fazerem duas determinações opostas parecerem complementares!

Quem sabe, faz?

Quando eu ainda estava na faculdade, um professor comentou que um dos erros mais comuns nas empresas era reduzir investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) em épocas de crise. Justamente nos momentos em que é necessário “pensar fora da caixa”, cortam-se os recursos para isso…

Infelizmente, isso não é exclusividade das empresas, como pode ser observado no relatório da OECD sobre o assunto em 2014. Segundo a edição mais recente (2018), o problema persiste:

Desde 2010, o investimento público em I&D na OCDE como um todo, e em quase todos os países do G7 estagnou ou diminuiu, não só em termos absolutos e relativamente ao produto interno bruto, mas também em termos de percentagem da despesa pública total.

OECD Science Technology and Inovation Outlook 2018

Para piorar, recentemente tivemos notícias de cortes nas verbas destinadas ao Sistema S. Logo aqui, onde não precisamos nem falar de P&D porque o déficit de educação é um problema crônico! Como desenvolver um país em que a educação é relegada a segundo plano, chegando até a ser considerada “despesa” e não “investimento”?

Eu canso de ver pessoas estudadas repetindo o ditado Quem sabe, faz; quem não sabe, ensina e perguntando-se por que os jovens de origem asiática vão mais longe nos estudos e deixam os brasileiros para trás

Continue lendo

Apoio feminino ao novembro azul

Recebi uma promoção das campanhas outubro rosa e novembro azul tão bem humorada, que vale a pena ser difundida até como piada…

O ideal seria que eu tivesse publicado isso no fim do mês de outubro. Bem na “virada” de uma campanha para a outra, mas…

outubrorosa_novembroazul.jpgFonte: WhatsApp (autor desconhecido).

Será que, até em campanhas, são elas que mandam?

P.S.: Infelizmente, como foi via WhatsApp, não tenho a autoria correta… Quem puder ajudar, agradeço!

Rotina de exceções?!

java_zone_2015_helping.jpg

Quando criança, admirava a capacidade de agir sob pressão que algumas pessoas têm. Meu pai, por exemplo, trabalhava como contador e professor, e eu achava que um dia cheio de coisas a fazer e compromissos a cumprir era simplesmente “o máximo”!

Hoje sei o quanto isso era uma tolice: é difícil se concentrar em algo quando toda hora surge um imprevisto!

Imagine passar o seu dia como no vídeo abaixo:

Quando isso começa a ocorrer em outras áreas da vida (saúde, família, etc.) é fogo!