Você sabe com quem está falando?

mystery_man.jpg

Você conhece Peter Steiner?

Ele é um novelista norte-americano, autor de quatro livros de mistério, mais conhecido por seu trabalho como cartunista do The New Yorker. Mais especificamente, por um cartum sobre a internet publicado há quase vinte anos, em 5 de julho de 1993.

Naquela época, pouca gente entendia como a internet funcionava porque, apesar de existir desde 1969, ela só se tornou publicamente conhecida em 1990. Mesmo assim, Steiner previu um dos maiores problemas da rede que surgia: as pessoas que se aproveitam do anonimato na internet.

internet_anonymity.jpg

É um problema tão frequente que as piadas sobre o assunto são comuns:

honesty_on_internet_1.jpghonesty_on_internet_2.jpghonesty_on_internet_3.jpg

O perigo é grande e, além de piadas, há mensagens sérias sobre o tema: quem nunca leu a parábola de Docinho14, uma adolescente que faz amizade pela internet com Meteoro123, ingenuamente dá muitas informações pessoais a ele e depois descobre que, para sua sorte, ele era um policial disfarçado? Existem várias versões

Infelizmente, mesmo com tudo isso, muitas pessoas ainda não se deram conta do perigo que correm e mantém contato com desconhecidos. Recentemente, descobriram que detentos estão, não apenas acessando a internet (o que já seria um grande problema), mas mantendo perfis em redes sociais:

Agora, o mais preocupante: observe a imagem publicada na reportagem do G1, reproduzindo dois desses perfis:

facebook_detentos_g1.jpg

Foto: Reprodução/G1

São perfis bem parecidos com os comuns, mesmo com o sobrenome estranho (“Riskado”) em um deles, já que nem todos colocam nomes reais em seus perfis. Como diferenciar quem é boa gente de quem é apenas “gente boa”? Os donos dos perfis acima foram presos por tráfico de drogas e homicídio…

As pessoas estão tão acostumadas a abrir sua intimidade com desconhecidos na internet, que esse detentos tinham centenas de conexões (ou “amigos”). Isso levanta (pelo menos) duas questões:

  1. Seus “amigos” na internet (especialmente nas redes sociais) são realmente seus amigos? e
  2. Com quem você compartilha suas informações na internet?

2 comentários sobre “Você sabe com quem está falando?

  1. Excelente post, como sempre.

    A Constituição Brasileira proíbe o anonimato.

    Qual a origem da liberação do anonimato? A Alemanha de Hitler, lá eles incentivavam o anonimato para que o próprio povo se tornasse informante do nazismo.

    Mas o título deste post me lembrou outro fato interessante:

    Certa vez uma “otoridade” nervosa no balcão da TAM virou para a atendente e fez a já célebre pergunta:

    — Você sabe com quem está falando?

    E a moça, demonstrando muita presença de espírito subiu na cadeira e contemplando a longa fila disse:

    — Alguém aí sabe quem é este senhor? Porque ele mesmo não sabe!

    abs,
    José Rosa.

Deixe um comentário: