Sua vida é pública ou privada?

orkut_risks.jpg

A revista Info de maio traz um artigo sobre a privacidade na internet, mais especificamente, nas redes sociais. Considero esse assunto muito negligenciado, tendo escrito sobre ele pelo menos três vezes:

Claro que não é necessário terminar como Richard Stallman, que em nome da privacidade, evita celulares e lê as páginas da internet baixando-as uma a uma, sem um navegador. Mas contar detalhes de sua vida a estranhos é, na minha opinião, um convite a problemas.

Continue lendo

Surfar ou chafurdar na web?

antispam.jpg

O uso da internet parece-se um pouco com a colonização do continente americano. No começo, o mundo virtual (o Novo Mundo) parecia um paraíso, cheio de oportunidades e bastante seguro. Contudo, à medida que oportunistas passaram a frequentá-lo, mostrou-se tão arriscado quanto o mundo real (o Velho Mundo). As ferramentas de proteção, como antivírus e programas anti-spyware, têm muito trabalho para se manter atualizados frente ao número cada vez maior de ameaças.

Em virtude dessa mutabilidade, antivírus, anti-spyware, vacinas e toda a parafernália de proteção são o último recurso de segurança. São como as redes usadas pelos trapezistas, ou os cintos de segurança nos veículos: estão lá para prevenir maiores danos em caso de acidente, mas não se deve contar exclusivamente com eles.

Continue lendo