Só uma pedrinha…

Uma dia, um professor me disse que podemos aprender algo todos os dias se prestarmos atenção.

Essa semana eu estava em uma sala de espera e, para passar o tempo, comecei a ler algumas revistas em quadrinhos. Eu estava me divertindo com a Turma da Mônica, quando encontrei, em uma revista do Chico Bento, a historinha a seguir:

so_uma_pedrinha_1.jpgso_uma_pedrinha_2.jpgso_uma_pedrinha_3.jpgso_uma_pedrinha_4.jpg
Fonte: Turma da Mônica.

Acho que meu professor tinha razão…

Defenda-se da retórica eleitoral!

1o_lugar_5o_medplan_humor.jpg

Assim como os advogados, os políticos ganham a vida empregando a retórica. Eu me refiro à arte de persuadir por meio da linguagem. Como diria o Capitão Nascimento:

– O conceito de retórica… em grego, ρητορική… em latim, rhetorica… em francês, rhétorique… Os senhores estão anotando?

São vários discursos bonitos na época da eleição mas, alguns meses depois, geralmente surge uma certa frustração (ou decepção mesmo) no eleitor. Quem nunca ouviu uma antiga piada sobre o “Inferno em tempo de campanha”?

(Nunca estudei sobre o assunto, mas talvez isso seja um dos fatores que contribuem para o desinteresse do brasileiro com política…)

Assim como acontece na natureza, com o tempo os eleitores estão aprendendo que é necessário criar defesas contra as técnicas empregadas em discursos durante as campanhas eleitorais. Essa semana, li uma matéria muito interessante na Revista Língua Portuguesa que tenta ajudar nisso.

Continue lendo

As oito horas que fazem a diferença

ghostbusters_stay_puft.jpg

Superinteressante deste mês aborda um assunto extremamente importante: a relação entre sucesso e dedicação. Segundo a revista, pela primeira vez, cientistas conseguiram medir o tempo necessário de estudo para alguém se destacar internacionalmente em alguma área: 10 mil horas.

Segundo os especialistas, as pessoas com maior probabilidade de sucesso são aquelas com maior autocontrole e disposição para adiar uma gratificação no presente para obtê-la em maior quantidade no futuro. Na década de 60, cientistas verificaram, por meio de um teste prático na Universidade de Stanford, que crianças que se controlavam para não comer imediatamente um grande marshmallow tornavam-se adultos mais bem-sucedidos, com mais amigos, notas mais altas e menos problemas com estresse e obesidade.

O problema é que a nova geração de profissionais não pensa assim: os jovens de hoje querem cumprir o dever, mas querem saber do prazer antes, afirma Luiz Carlos Cabrera, um dos maiores especialistas em RH no país.

Continue lendo

Só no palitinho…

toothpicks.jpgA Superinteressante de março de 2008 conta um pouco da história de Charles Forster, o “inventor” dos palitos de dente, uma bem-sucedida campanha de marketing!

Como fiquei curioso, procurei mais detalhes na internet e encontrei uma matéria parecida (e um pouco mais completa) na Slate de 31 de outubro de 2007

De qualquer forma, segue a matéria da Superinteressante e alguns trechos interessantes da matéria da Slate:

Continue lendo

Alguns livros que desejo ler

superinteressante_2008_02.jpgAinda não entendi bem como a Revista Superinteressante pretende implementar o acesso gratuito ao seu arquivo: as revistas de 1987 até 2004, antigamente disponíveis em CD, têm seu conteúdo completamente liberado, mas uma parte do conteúdo das revistas posteriores ainda não está disponível online.

Entendo que eles podem precisar de um tempo para processar as revistas que não chegaram a ser oferecidas em CD, mas e as revistas novas? Por que não as produzem já no formato adequado?

De qualquer forma, a edição de fevereiro de 2008 trouxe, na seção Superfetiche, a sugestão de nove livros interessantes que estão entre os mais vendidos do mundo:

Continue lendo