Vulnerabilidade crítica em aplicativos Adobe

virus_infected.png

Eu gosto do formato PDF e aconselho a todos que o usem. Eu mesmo o usei por muito tempo (e pretendo voltar a usar logo) aqui no site. Isso porque esse formato, entre outras coisas:

  • mantém a formatação do texto digitado, independente do equipamento em que é lido;
  • se necessário, impede a cópia e a impressão do texto;
  • possui uma grande variedade de bons leitores, em sua maioria, gratuitos; e
  • é menos vulnerável a malwares, como os vírus de macro que ameaçam os usuários do Microsoft Office.

Acontece que, talvez para enfrentar a concorrência, a Adobe vem implementando funcionalidades no formato PDF e, em conseqüência, aparecendo nos relatórios de segurança.

Continue lendo

Reunião sobre formato ODF no Governo Federal

odf-100x100.pngAcabei de ler (atrasado) que o Comitê Técnico de Implementação de Software Livre (CISL) realizou hoje uma reunião em Brasília para tratar sobre a migração para o BrOffice.org e a adoção do formato ODF (formato aberto de documentos para aplicações de escritório) como padrão para todo o Governo Federal.

Sei que provavelmente será “apenas uma reunião”, não significará nada definitivo e eu estou com esperanças vãs. Mas o mesmo raciocínio se aplicava às chances do ODF ser aprovado pela ABNT

Por via das dúvidas, já coloquei, na barra lateral, um selo promovendo a adoção do formato e acrescentei o logotipo à galeria de imagens de software. Afinal, se não pelas vantagens técnicas, é uma forma de economizar nosso rico dinheirinho

Fonte: Portal do Software Livre (via BR-Linux).

Tenho uma boa e uma má notícia…

newsie.png

Concluindo um processo iniciado há alguns meses, no último dia 12 foi publicada a norma NBR ISO/IEC 26.300, reconhecendo o formato ODF como padrão ABNT.

Em compensação…

A licitação para compra de licenças do Microsoft Office 2007 para a Receita Federal, que estava suspensa desde o começo do ano em virtude de recomendação do Ministério Público Federal, acabou de ser autorizada pelo TCU.

Pena! Com o Governo Federal apoiando o Software Livre e o Openoffice.org 3.0 já em testes, serão gastos em torno de 41 milhões de reais para que a maioria dos usuários use apenas negrito, itálico e sublinhado

Office 2007 por 200 reais?

office2007_home_student.jpg

Uma boa notícia para aqueles que gostam do MS-Office e querem regularizar sua cópia: a Microsoft Brasil está vendendo uma versão reduzida do Office 2007, chamada Office Home and Student 2007 por um preço promocional bastante atrativo: R$199,00.

Não acredita? Veja aqui, no Submarino!

Cobre o uso do Word, Excel, Powerpoint e OneNote em três equipamentos diferentes! Fazendo os cálculos, isso significa regularizar esses aplicativos por apenas R$66,33 em cada máquina (ou R$16,58 por aplicativo), o preço de uma daquelas revistas de software comprada em banca…

Para quem quer sair do mercado pirata ilegal “alternativo” e contar com atualizações de segurança e suporte oficial, é uma ótima oportunidade! Oxalá façam o mesmo com o Windows!

Continue lendo