Como implementar decorações automáticas?

caladryl.jpg

A pedido de minha esposa, alterei a decoração do site para homenagear o Outubro Rosa.

Alterei apenas alguns detalhes como a cor de fundo, a cor de seleção de texto e a cor dos links. A ideia é marcar a data sem impactar demais no layout do site.

Aproveitei para criar uma rotina para ativar as decorações de forma automática todo dia 1º de outubro. Esse artigo documenta essas mudanças.

Continue lendo

Como converter de TIFF para PDF

pdf_file.png

Eu gosto do formato PDF.

Enquanto a linguagem HTML objetiva a disseminação de um documento em qualquer uma das diversas plataformas existentes, o formato PDF vai mais além e busca garantir sua reprodução idêntica. Não é necessário imaginar se uma determinada fonte existirá no sistema operacional do leitor ou se a impressora manterá o alinhamento correto de duas figuras, um arquivo PDF construído corretamente deverá ser sempre igual.

O formato apresenta algumas outras vantagens:

  • reduz o tamanho dos arquivos;
  • dispõe de vários visualizadores, a maioria, gratuitos; e
  • apesar das vulnerabilidades descobertas recentemente, é relativamente seguro, pois, quando um arquivo PDF é gerado sem malwares, dificilmente será contaminado no futuro.

Devido ao alto custo do material de impressão (tinta e papel) e às campanhas para preservação do meio ambiente, é cada vez mais comum armazenar documentos neste formato. Por essa razão, essa não é a primeira vez que escrevo sobre esse formato ou sobre ferramentas para ele.

Continue lendo

Proteja seu endereço de e-mail

antispam.jpg

Não é impressão sua a sensação de que a maior parte dos e-mails é lixo. Segundo o último relatório da Symantec, 91,89% de todos os e-mails no mundo são spam.

Não, você não leu errado! Quase todos os e-mails que circulam na internet são spam (pelo menos por enquanto)! E, segundo as estatísticas, o Brasil é um dos campeões na área.

O relatório não explica porque, mas creio que uma das razões seja a falta de cuidado dos brasileiros. No Brasil, abundam apresentações em powerpoint, na maioria das vezes, mensagens de auto-ajuda ou boatos infundados, invariavelmente terminadas com um apelo para encaminhar a todos os contatos da lista.

Ao receber uma dessas mensagens, o spammer passa a contar com uma lista novinha de vítimas porque a maioria dos internautas brasileiros não costuma zelar pela privacidade do próximo:

  • usando o campo de cópia oculta; e
  • removendo os endereços de destinatários anteriores do corpo da mensagem ao enviá-la.

Continue lendo

Blogroll por ordem de atualização (3)

wordpress.png

Outro dia, um amigo meu perguntou por que alguns artigos tinham um caráter tão técnico. Peço desculpas, é porque um dos objetivos iniciais deste site é armazenar macetes e dicas para mim mesmo:

organizar dicas, tutoriais e endereços para consulta posterior;

Portanto, aviso que este artigo interessa mais àqueles que gostam de programação. Aqueles que o lerem e não compreenderem, não se preocupem: é apenas um registro pessoal para futuras consultas e não contém nenhuma informação de uso geral.

Continue lendo

Como contar os marcadores dos posts

wordpress.png

Encontrei dois textos interessantes sobre marcadores de blogs (no Blog for Profit e no Jasor Better). Segundo eles, os marcadores funcionam como palavras-chave, ligando até mesmo artigos de diferentes categorias de forma intuitiva.

Por outro lado, em excesso, os marcadores podem confundir o leitor, tornando-se prejudiciais. Sendo assim, decidi verificar quantos marcadores meus artigos têm.

Pesquisei na internet, mas não encontrei nenhuma solução para esse problema. Então, usando a documentação do WordPress e contando com a ajuda de uma colega de trabalho (obrigado, Luciana!), cheguei ao comando abaixo:

SELECT post_title, COUNT(db_term_relationships.object_id) AS num_tags FROM db_term_relationships
LEFT JOIN zdb_posts ON id = object_id
LEFT JOIN db_term_taxonomy ON db_term_relationships.term_taxonomy_id = db_term_taxonomy.term_taxonomy_id
LEFT JOIN db_terms ON db_terms.term_id = db_term_taxonomy.term_id
WHERE db_term_taxonomy.taxonomy = "post_tag"
GROUP BY db_term_relationships.object_id
ORDER BY num_tags DESC

Por outro lado, se o interesse for apenas uma lista com os marcadores mais usados, pode-se usar o comando abaixo:

SELECT db_terms.name, COUNT(db_term_relationships.object_id) AS qtd FROM db_term_relationships
LEFT JOIN db_term_taxonomy ON db_term_relationships.term_taxonomy_id = db_term_taxonomy.term_taxonomy_id
LEFT JOIN db_terms ON db_terms.term_id = db_term_taxonomy.term_id
WHERE db_term_taxonomy.taxonomy = "post_tag"
GROUP BY db_terms.term_id
ORDER BY qtd ASC

Fica como lembrete para mim e sugestão para outros que tenham a mesma dúvida…

Atualização: Acrescentado o comando SQL para exibir a lista dos marcadores mais usados.