Crises, lenços e slogans

Nas crises, há aqueles que choram e aqueles que vendem lenços.
(Adágio popular)

Essa semana vi alguns cartazes da Associação Brasileira de Agências de Publicidade (Abap) sugerindo que os empresários aproveitem a oportunidade para investir em publicidade. Veja uma das peças:

abap_anuncie.jpg

As primeiras beneficiadas por essa campanha são as próprias agências de publicidade: como aparentemente os clientes delas diminuíram os investimentos, elas literalmente seguem seu próprio conselho e anunciam para atraí-los novamente. Uma prova que em casa de ferreiro, o espeto nem sempre é de pau…

Continue lendo

Para um sabido…

laughing_lawyer.jpg

Essa semana, conversando sobre profissões, lembrei de uma anedota clássica sobre advogados.

Ela traz uma pequena lição de moral, ao estilo de uma anedota sobre engenheiros de software que publiquei aqui no site há algum tempo.

Aproveitando que hoje é sexta-feira, que tal aprender sorrindo?

Continue lendo

Macacos de imitação?

macaco_socrates.jpg

Ninguém é perfeito, nem as pessoas, nem as organizações.

Uma das estratégias para o auto-aperfeiçoamento é, para cada área a ser melhorada, encontrar um modelo a ser seguido e tentar imitá-lo. Grosso modo, pode ser comparado à técnica de benchmarking:

Benchmarking é simplesmente o método sistemático de procurar os melhores processos, as ideias inovadoras e os procedimentos de operação mais eficazes que conduzam a um desempenho superior.
(Christopher E. Bogan)

O problema é quando essa estratégia é usada de forma incorreta:

  • copiando cegamente processos e ideias inadequados fora de seu contexto original; ou
  • fazendo uma cópia mal acabada, pouco parecida com o original.

Continue lendo

Psicologia de mercearia

grocery.jpg

Já que hoje as pessoas estão em um frenesi de compras, melhor rir (e refletir) um pouco…

Um velho comerciante estava fazendo uma promoção no seu mercadinho e pôs uma faixa com os dizeres:

1 melancia por R$3,00.
3 melancias por R$10,00.

Um homem entrou, pegou uma melancia e pagou os três reais. Em seguida, ele voltou novamente, pegou outra melancia e pagou. Dali a pouco, ele voltou e levou mais uma melancia por R$3,00. Antes de sair, ele disse ao comerciante:

— Olhe, eu comprei três melancias, e paguei apenas nove reais. O senhor deve ter errado ao fazer aquela faixa. Melhor arrumar ou levará mais prejuízo!

O velhinho sorriu para o homem e respondeu:

— Você terminou levando três melancias em vez de uma só. Tem certeza que ainda quer me ensinar como gerenciar meu comércio?

Gostou? Continue lendo

Dores de crescimento organizacional?

welcome_carpet.jpg

Conheci a TAM na década de 1990, quando oferecia um programa de fidelização inovador e dava repetidos exemplos de bom atendimento aos clientes.

Assim como no Hotel Venetia, a intenção de encantar o cliente TAM era visível em vários detalhes, desde o tapete vermelho estendido na entrada da aeronave, onde o próprio comandante vinha receber os passageiros, até a distribuição gratuita de balas mastigáveis (para ajudar durante a pressurização), passando pelo serviço de atendimento ao cliente “Fale com o presidente”.

Continue lendo