Será que merecemos os políticos que temos?

urna_bandeira.jpg

Nunca vi um técnico da Seleção Brasileira de Futebol que agradasse a todos. E olhe que já tivemos vários, inclusive um argentino!

(Eu sei, também não acreditei que fosse verdade…)

Voltando ao assunto, coisa parecida acontece com os políticos: quase nunca correspondem às expectativas e, para piorar, muitas vezes terminam envolvidos com corrupção. Tanto que, na maioria das vezes, as pessoas associam a palavra “política” a desonestidade…

O irônico é que as pessoas se queixam dos políticos mas parecem esquecer que, segundo nossa Constituição:

Ou seja, nossos políticos são brasileiros como nós.

Como falta menos de uma semana para as eleições municipais, antes de votar (e de colocar a culpa apenas nos políticos) seria bom refletirmos sobre a charge a seguir (encontrada no ZÉducando):
amarildo_brasileiro_corrupcao.jpgFonte: Blog do Amarildo.

Atualização: esqueci de dar o crédito do “encontro da charge” ao meu amigo José Rosa! Desculpe-me, Zé!

5 comentários sobre “Será que merecemos os políticos que temos?

  1. Muito bom o post. Mas ainda acho que a frase vale: todo povo tem o político que merece!

    A charge é excelente, a origem de tudo, ou seja, no próprio povo.

    E Seleção Brasileira comandada por argentino, só você mesmo para encontrar isso!

    abs,
    José Rosa.

    • O conde Joseph-Marie de Maistre, apesar de algumas visões retrógradas (ele era a favor da volta da monarquia e da intervenção da Igreja em assuntos políticos, para dizer o mínimo), realmente teve uma ideia iluminada ao pronunciar essa frase!

      Eu ia colocá-la no post, mas não consegui encaixá-la (e olhe que tentei por quase uma hora!). Às vezes, o post se completa sozinho, qualquer coisa que escrevamos a mais sobra…

      Fica para a próxima…

  2. E eu nem sabia que a charge estava no ZEducando… Acho que você confundiu, pois eu coloquei depois que vi o seu post, coloquei no espaço “CHARGES E TIRINHAS”. A questão da autoriz veio agora mesmo na minha mente…
    abs,
    José Rosa

    • Foi mesmo? Como eu não escrevia há muito tempo, pensei que tinha cometido essa injustiça. Ainda bem que me enganei…

      E você tem toda razão, precisamos escrever algo sobre a questão da autoria. Que tal aquele post conjunto? Ou um escrever como convidado no blog do outro?

Deixe um comentário: