Cuidados no orkut

O artigo mais visitado neste site é o que trata de trojans em scraps do orkut. Disso, podemos deduzir duas coisas:

  1. o povo gosta muito do orkut; e
  2. o orkut é um ambiente bem menos seguro do que aparenta.

Não estou criticando o serviço do orkut. Ao contrário, quando foi criado, era uma ferramenta espetacular! Acontece que sua característica inicial: permitir acesso apenas a pessoas convidadas, foi deturpada. Hoje qualquer pessoa inscreve-se no orkut. Assim, entram pessoas bem intencionadas e pessoas mal intencionadas. Para piorar, há a suspeita, que informações pessoais encontradas nos perfis estão sendo usadas para fins maléficos.

Nunca fui usuário assíduo e, hoje, o que me impede de cometer “orkuticídio” (excluir o meu perfil) é a possibilidade de encontrar amigos antigos.

Enquanto decido, vou colocar aqui algumas orientações. A maioria delas é questão de bom senso, mas não custa nada repetir:

Evite perigos no orkut

Por Marcos Sêmola

[…]

Qualquer que seja a razão para fazer parte desta comunidade, é preciso conhecer também os perigos associados ao novo ambiente, definir seu perfil de risco e adotar mecanismos de defesa para evitar armadilhas.

Medidas preventivas

Algumas medidas podem ser tomadas para reduzir as chances de se tornar alvo fácil e assim, balancear as funcionalidades do serviço com a sua privacidade e risco.

  1. Evite utilizar senhas óbvias ou fáceis demais e sempre a substitua com regularidade ou sempre que desconfiar de sua confidencialidade.
  2. Evite publicar informações muito pessoais, que em geral, só sua família ou pessoas muito próximas deveriam ou poderiam saber.
  3. Evite informar telefones de contato e endereços físicos, a não ser que exista um interesse comercial no uso do serviço.
  4. Evite exibir fotografias que exponham detalhes de sua residência ou trabalho, ou ainda, fotografias que permitam dupla interpretação.
  5. Evite publicar fotografias que exponham outras pessoas de seu convívio, especialmente familiares, a menos que previamente autorizadas.
  6. Evite autorizar pessoas desconhecidas, mesmo que lhe pareçam familiar ou lhe tenham enviado uma mensagem de solicitação. Lembre-se do conceito de herança de confiança, isso poderá representar uma ameaça aos seus amigos.
  7. Evite criar e entrar em comunidades de gosto duvidoso ou simplesmente com título e descrição que são sejam inteiramente alinhadas ao seu perfil. Você pode ser mal interpretado.
  8. Evite utilizar fotografias em seu perfil que simbolizem algo muito diferente do que você realmente é. Desta forma, evitará atrair pessoas mal intencionadas ou compatíveis com o simbolismo equivocado transmitido pela imagem.
  9. Habilite o recurso de identificação do visitante. É uma boa forma de conhecer o perfil de quem tem se interessado em conhecer você e assim, lhe permitirá identificar possíveis equívocos na definição do seu perfil e na escolha das fotografias.
  10. Não clique em links enviados através da rede de relacionamentos, pois além de não haver qualquer razão aparente para se usar este recurso, esses têm sido alvos de ataques de phishing.
  11. Nunca confie inteiramente no que é escrito e disponibilizado na rede de relacionamentos. A fragilidade dos processos de identificação não garante a autenticidade dos usuários e a integridade das mensagens.
  12. Não haja como se a internet e o próprio ambiente da rede de relacionamentos fossem um playground onde tudo é brincadeira. Assim, tome cuidado ao criar e entrar em comunidades que ferem direitos,  que tenham qualquer associação ao crime ou representem gostos duvidosos. De alguma forma, sua escolha reflete uma vontade e um pensamento e você poderá, mesmo que inconscientemente, ser confundido.
  13. Como parâmetro de decisão, evite disponibilizar qualquer informação que você não teria coragem de contar ao sorveteiro que lhe vendeu o picolé de chocolate no último domingo de sol. Isso porque até ele poderá ser também usuário da rede de relacionamentos.

[…]

Para quem quiser mais detalhes, pode consultar a íntegra no site do IDG Now!. O autor (Marcos Sêmola) mantém um site pessoal onde há mais artigos interessantes sobre segurança.

Deixe um comentário: