CRM (mal) aplicado…

ben_baldanza.png

Há alguns dias, conversei com alguns alunos depois de apresentá-los ao texto CRM de Mercearia, de Mário Persona. Comentávamos sobre a importância dos Sistemas de Informações atualmente, e como eles podem ser usados no relacionamento com clientes…

Hoje, recebi uma ligação da Telemar oferecendo um plano que proporcionaria maior economia combinando telefone fixo, acesso à internet e telefone móvel numa única assinatura mensal. A proposta era tentadora, só tinha um problema: eu já tenho esse plano!

Sei que provavelmente o serviço é terceirizado, mas custava eles mandarem, para a empresa de telemarketing, uma lista contendo apenas consumidores que não usam o serviço?

Por coincidência, descobri um caso interessante envolvendo um casal insatisfeito, uma empresa aérea e um CEO “pouco afeito” a e-mails e outras facilidades modernas…

Resumindo:

  1. casal compra passagens de ida e volta na Spirit Airlines para assistir a um concerto;
  2. o vôo atrasa três horas e meia e o casal perde reservas que fez no destino da viagem;
  3. o marido manda um e-mail para diversas pessoas na empresa (inclusive o CEO) solicitando reembolso de US$ 376,84 (total dos gastos com passagens, hospedagem, entradas, etc.);
  4. o CEO, vendo o endereço de diversos funcionários no cabeçalho da mensagem, clica em “Responder a todos” e escreve a pérola abaixo:

We owe him nothing as far as I’m concerned. Let him tell the world how bad we are. He’s never flown us before anyway and will be back when we save him a penny.

Numa tradução livre (by MeioBit):

Pelo que me consta, não devemos nada a ele. Que o mundo saiba o quanto nós somos maus. De qualquer forma, ele nunca voou pela gente antes, e estará de volta quando for para economizar um trocado.

O que será que vai acontecer com ele?

Deixe um comentário: