Como ser um bom chefe?

long_list_businessman.jpg

O carnaval está chegando e nada melhor do que aproveitar esses dias para descansar! Mas, como o único lugar em que “descanso” vem antes de “trabalho” é no dicionário, deixo para reflexão, uma série de dicas para o bom chefe.

Extraída do podcast What Great Bosses Know, a lista abaixo, traduzida inicialmente por Sylvio Ribeiro, do blog Pequeno Guru, descreve pequenas coisas que bons chefes não apenas sabem, mas aplicam no dia-a-dia com a sua equipe.

Aproveite! Como disse Sylvio na primeira parte da lista, se você já é gestor, faça uma autoavaliação; se ainda não é, absorva o máximo que puder.

100 Ideias para Grandes Chefes

Por Jill Geisler*

  1. Seu cargo lhe dá poder. Inteligência, integridade e empatia lhe dão influência.
  2. Seja a mesma pessoa tanto perto da sua equipe, quanto na presença dos seus superiores.
  3. Lidere por conta própria. Se você precisa dizer o nome do seu chefe para que as coisas aconteçam, você está prejudicando sua credibilidade.
  4. O chefe está sempre no foco. As pessoas tentam interpretar todas as suas ações, aja apropriadamente.
  5. Use suas habilidades profissionais para ensinar, ajudar e liderar – não microgerenciar ou gastar tempo excessivo fazendo o trabalho da maneira que costumava fazer quando estava naquela posição.
  6. Os empregados definem microgestão, não o gestor.
  7. Peça desculpas quando errar. Assumir seus erros e ofensas é inesperado e incomum, por isso, desculpas constroem credibilidade.
  8. Delegar ajuda as pessoas a crescer, mas mantenha-se conectado de forma sutil.
  9. Quando delegar, assegure-se que, além da responsabilidade, você está repassando autoridade suficiente para a pessoa ser bem-sucedida.
  10. Elogie de forma rápida e frequente, sendo sincero e específico.
  11. Elogios falham se exalam paternalismo ou controle.
  12. A palavra “mas” elimina as palavras anteriores. Elogios parecem descartáveis quando são comumente acompanhados de críticas.
  13. Se você acha que é bom em dar feedback, dê o dobro.
  14. Interagir com todos faz parte do trabalho do líder. Esteja perto sempre, mesmo que sua mesa fique longe.
  15. Grandes chefes não apenas consertam produtos, eles assessoram (ensinam) pessoas.
  16. A mais importante ferramenta para um bom aprendizado é uma pergunta bem formulada.
  17. Perguntas bem formuladas (feitas de mente aberta e sem pré-julgamento) ajudam pessoas a encontrar suas próprias respostas.
  18. As pessoas são mais dispostas a aceitar suas próprias ideias do que aquelas impostas por outros.
  19. Quando mudanças envolvem aprender algo novo, as pessoas resistem porque odeiam a incompetência temporária que inevitavelmente elas irão experienciar.
  20. Seja generoso ao compartilhar os créditos, seja honroso ao assumir a culpa.
  21. Não minta. Se você não pode compartilhar uma informação, diga. A confiança que você construiu ano após ano, compensará quando não tiver liberdade para revelar algo.
  22. Chefes se machucam, ficam frustrados e desmotivados – mas não levam isso para sua equipe, e sim para outros gestores ou mentores que entendem e podem ajudar, ou simplesmente escutar.
  23. Chefes que consideram o medo um fator de motivação geralmente motivam pessoas a procurar chefes melhores.
  24. Introvertidos podem dar um passo a frente, falar alto e ser bons líderes.
  25. Extrovertidos podem ficar calados, ouvir e ser bons líderes.
  26. Construa equipes e não silos, pessoas em equipes trabalham através de fronteiras, pessoas em silos isolam-se atrás de paredes.
  27. Torne mais agradável o dia de trabalho de pessoas que executam tarefas diferentes das suas.
  28. Conflitos não necessariamente significam guerras, considere-os como uma indicação de que há pessoas interferindo com os objetivos de outras. Identifique esses objetivos e começará a trabalhar em prol da solução.
  29. Conflitos não melhoram se você fugir deles. Aprenda a ter conversas difíceis com força e sensibilidade.
  30. Manter a “porta aberta” não necessariamente significa que as pessoas sentem-se à vontade em entrar. Você também precisa estimulá-las saindo um pouco de sua sala.
  31. Histórias bem contadas, com valores fortes e uma clara mensagem são uma valiosa ferramenta de liderança.
  32. Políticas e diretrizes de ética são importantes, mas nunca perca uma oportunidade de incorporar esses valores em suas conversas diárias.
  33. Não trate a todos da mesma forma. Conheça as pessoas o suficiente para tratá-las de forma individual e personalizada.
  34. Aprenda algo novo e desafiante. Faça isso frequentemente.
  35. Em situações de mudança, capriche na comunicação. Quando
    você estiver cansado de repetir uma mensagem, as pessoas estarão apenas começando a ouvi-lo.
  36. O simples ato de ouvir pode ser um grande presente vindo de um chefe; as pessoas querem se sentir ouvidas.
  37. Evite o jargão administrativo. Substitua “mudança de paradigma” por “uma grande mudança”. Sua equipe irá agradecer.
  38. Deixe que haja diversão no ambiente de trabalho, mas não a force. Deixe a equipe liderar as risadas.
  39. Quando as risadas da equipe se direcionarem a você, tenha espírito esportivo. É tão bom rir do chefe!
  40. Ao ser convidado para eventos sociais, beba menos e saia mais cedo que os outros. Você vai se lembrar de tudo o que disse e dará às pessoas liberdade para criticar a administração como você fazia quando era subordinado.
  41. Mensagens escritas com raiva podem ser cartas-bombas. Quando irritado, fique longe do teclado.
  42. Evite ser “bonzinho” demais. Sua equipe não irá respeitá-lo se deixar de responsabilizar empregados abaixo da média.
  43. Todo mundo gosta de dinheiro, mas ele não é o motivador mais poderoso.
  44. Os estímulos mais poderosos vêm das próprias pessoas, quando os chefes inflamam seu senso de competência, autonomia, propósito ou auto-desenvolvimento para motivá-los.
  45. A mediocridade é uma maldição; você pode ser gentil demais e dar origem a ela, mas não se atreva a promovê-la. Seu trabalho é erradicar a mediocridade.
  46. Pautas auxiliam as reuniões. Eles permitem que os introvertidos organizem seus pensamentos e evitam que os extrovertidos saiam do programa.
  47. Gestão do tempo é, em primeiro lugar, definir prioridades. Depois disso é que se trata de planejar a melhor forma de usar o tempo limitado para atingir essas prioridades.
  48. Conscientizar-se dos seus pontos fortes e fracos não é suficiente. Você precisa administrar a si mesmo para depois liderar os outros.
  49. Nunca subestime o poder de uma nota manuscrita de apreciação ou agradecimento.
  50. Muitos chefes acham que não têm a sabedoria ou as palavras certas para serem inspiradores. Faça o melhor que puder. Se não o fizer, quem fará?
  51. Alguns líderes nascem com um dom para liderança, outros desenvolvem essa capacidade. Você pode ser um líder melhor se trabalhar para isso.
  52. O planejamento sucessório é importante. Quando você olha ao redor, você vê o seu futuro substituto?
  53. Pare de usar equipamentos digitais quando conversar com seus subordinados. Eles odeiam quando você faz outras coisas enquanto conversa com eles.
  54. Se você costuma enviar e-mails tarde da noite, sua equipe pode pensar que você espera que eles trabalhem nesses horários também.
  55. As emoções do chefe são contagiosas.
  56. Contratar é uma das coisas mais importantes que você faz. Não contrate com pressa.
  57. Não contrate pessoas à sua imagem e semelhança. Contrate pessoas que correspondam aos seus valores principais, mas que tragam habilidades adicionais para a equipe.
  58. Não suponha que seus melhores funcionários não precisam de feedback porque eles sabem que são bons. Mesmo os bons subordinados gostam de saber que trabalharam bem.
  59. Lealdade é um caminho de mão-dupla. Assim como as empresas não podem prometer empregos vitalícios, você deve esperar que os funcionários “mantenham um olho na porta”.
  60. Seja um bom agente para a sua equipe. Mesmo se você não puder prometer um emprego vitalício, você pode prometer que irá ajudá-los a desempenhar um trabalho de qualidade que os ajudará onde quer que a vida os leve no futuro.
  61. Atualmente as organizações precisam ser ágeis para responder às oportunidades ou mudanças de negócios. Mas “ser ágil” não deve ser confundido com “não ter plano”. Tenha uma estratégia e um plano para executá-la.
  62. Evite dizer “porque eu sou o chefe e eu disse que sim”.
  63. Evite dizer “se eu não falar nada, assuma que você está fazendo um bom trabalho”.
  64. Evite dizer “não espere agradecimentos por fazer o seu trabalho. Seu contracheque é o nosso agradecimento.”
  65. A resposta mais perigosa de um subordinado: “apenas diga-me o que você quer”. Significa que você eliminou o pensamento independente.
  66. Cultura organizacional é mais do que slogans e tradições. São pressupostos tão profundos que as pessoas nem mesmo falam sobre eles. Para mudar a cultura, você precisa identificar e mudar esses antigos pressupostos.
  67. Chefes que dispõem de pouco tempo para dar feedback não podem adicionar horas aos seus dias, mas podem conscientemente melhorar a qualidade do relacionamento com seus subordinados para dar feedbacks mais significativos.
  68. O que você mede é o que você valoriza. As métricas que você usa guiam a performance – para melhor ou para pior. O que você está medindo?
  69. Cabe a você adaptar-se ao estilo do seu chefe. “Administrar” o seu chefe é a chave do sucesso para sua equipe e para sua própria carreira.
  70. O trabalho e a vida nunca estão realmente em equilíbrio porque equilíbrio significa quantidades iguais de tempo dedicados ao trabalho e à família. Busque a harmonia entre sua vida pessoal e profissional, onde cada aspecto de sua vida fazem-no mais feliz e valioso.
  71. O e-mail é uma fonte constante de mal-entendidos, em parte porque carece de tom e pode ser mal interpretado. Lembre-se que a primeira linha de uma mensagem define o tom para o que segue.
  72. Um dos mais frequentes elogios aos chefes respeitados é “demonstra calma na tempestade”.
  73. Nem todos subordinados dignos pleiteiam uma promoção. Alguns são humildes, outros assumem que seu trabalho fala por si e que você os observará. Certifique-se de prestar atenção.
  74. A diversidade gera criatividade e qualidade – e reduz o conformismo do pensamento de grupo.
  75. A coisa mais importante que os chefes fazem é ajudar os outros a terem sucesso.
  76. As pessoas são obrigadas a seguir os gestores. Mas optam por seguir líderes.
  77. Subordinados nunca esquecem como você reagiu quando enfrentaram os melhores e piores momentos de suas vidas.
  78. Líderes administram significado. As pessoas procuram você para ajudá-las a dar sentido a desafios, alegrias e preocupações. Esteja preparado, seja honesto e otimista.
  79. Chefes desapontam alguém todos os dias; é consequência do seu papel das muitas decisões diárias. A resposta dos seus subordinados é uma medida de sua liderança em todos os outros dias.
  80. Desenvolva habilidades de pensamento crítico na sua equipe analisando boas e más decisões. Seja, você mesmo, um bom pensador crítico, aberto a outros modos de fazer as coisas e às novas ideias de sua equipe.
  81. O planejamento é uma parte importante do sucesso organizacional. Mas não seja tão apegado a um plano que não possa alterá-lo por uma boa razão.
  82. Confiança é a ferramenta principal da liderança. As pessoas seguem aqueles que respeitam e que eles acreditam defender os seus interesses sinceramente.
  83. Em momentos de mudança, quando as pessoas estão tentando coisas novas, busque “ganhos rápidos” – pequenas vitórias que os ajudem a se sentir confiantes e vislumbrar o sucesso.
  84. Aprenda a administrar as diversas gerações. Não sucumba ao pensamento estereotipado de que os mais velhos estão esgotados e os mais jovens são preguiçosos. Descubra sobre suas vidas e suas influências e administre-os adequadamente.
  85. Reuniões de brainstorming funcionam melhor quando você as torna “lugares seguros”. Peça às pessoas para evitar críticas enquanto as ideias estiverem fluindo.
  86. Não se coloque como o guru ético de sua equipe. Construa uma cultura na qual todos saibam como pensar em situações eticamente difusas.
  87. O treinamento geralmente é a primeira vítima durante dificuldades orçamentárias. Seja criativo. Você tem, na equipe, pessoas capazes de ensinar e treinar os demais.
  88. Quem foi o melhor chefe para quem o seu chefe já trabalhou? Descubra e terá pistas sobre o que seu chefe procura em um líder e como ele o avalia.
  89. Muitos chefes negligenciam o pensamento estratégico e focam apenas em sua fatia da organização. Chefes inteligentes vêem a imagem toda, sempre reexaminando sistemas e estrutura necessários para conectar com os objetivos organizacionais.
  90. Se você for convidado para liderar uma nova equipe, faça uma sondagem. Conheça as pessoas e solicite ideias para melhorias antes de implementar suas próprias mudanças.
  91. A forma como você lida com erros determina a disposição de sua equipe em trazer más notícias. Se as pessoas não trazem más notícias para o chefe, coisas piores podem acontecer.
  92. Administração de cima para baixo é geralmente contraproducente, mas chefes inteligentes sabem quando tomar o controle: em crises, quando as decisões são arriscadas ou custosas, ou se conflitos gerarem um impasse, o chefe deve intervir.
  93. Contrate pessoas mais inteligentes do que você e não se deixe intimidar por elas.
  94. Encontre razões grandes e pequenas para celebrar. Não há nenhuma lei que diga que lugares de trabalho não podem ser alegres.
  95. Deixe as pessoas saberem o que você defende e o que você não tolera. Tome medidas imediatas contra desonestidade ou discriminação.
  96. Talvez você seja um feliz workaholic que poderia viver no escritório, mas não crie um clima no qual as pessoas pensem que precisam imitar você.
  97. Chefes muito ruins – arrogantes, ignorantes, ineptos ou corruptos – inevitavelmente falham. Suas equipes desenvolvem
    táticas de guerrilha para contorná-los, sobrevivendo e, finalmente, derrotando-os.
  98. Aprenda a analisar uma sala – identifique a temperatura emocional de sua equipe e responda com o que eles precisam. Fique calmo quando eles estiverem nervosos e nervoso quando estiverem calmos demais.
  99. Você não é o único chefe no mundo que, às vezes, ouve uma vozinha que diz hoje é o dia em que vão descobrir que você realmente não merece esse trabalho.
  100. Se você leu todas essas 100 idéias e resolveu aplicar pelo menos metade delas, a voz está definitivamente errada. Você merece esse trabalho.

* Escritora, consultora do Poynter Institute.

De qualquer forma, apesar de não serem garantia de sucesso, são dicas muito boas e devem ser observadas por todos aqueles que desejarem se tornar melhores chefes. Aliás, melhores lideres, porque observei que várias delas aplicam-se também à relação pai e filho.

Até a próxima e feliz carnaval!

4 comentários sobre “Como ser um bom chefe?

  1. Eita, agora lascou!!!

    De um aluno de Administração que já fui, com certeza o pior curso de graduação que fiz na vida, e o mais inútil, para um professor de Administração que você já foi… De um peão que sou, para um Chefe que você é hoje…

    Acrescentando a 101ª dica na lista: se você for Chefe, não esqueça de desaparecer de vez em quando, e só voltar bem tarde. Com diz aquele velho ditado:

    CHEFE É COMO NUVEM, QUANDO VAI EMBORA O DIA FICA LINDO!!!

    abs,

    José Rosa.

    • 1,

      Essa é a vantagem dos blogs, o texto original é enriquecido pelos comentários! Gostei da 101ª regra, vou acrescentá-la à lista.

      Agora, com relação à crítica ao curso de Administração, concordo que em várias instituições o que você disse é verdade, mas não em todas…

      Um forte abraço,
      2

      • Caro,
        Não acrescente não a 101ª. Foi brincadeira.

        E, sobre o curso de Administração, como todos os outros, foi uma experiência individual. Eu havia acabado de sair (por abandono – seca de emprego no cearazim) de um curso de Engenharia (Mecânica) e entrei no de Administração. O choque foi muito forte. Eu tinha lá meus 22 anos. Taylor e Fayol… aquilo era muito para mim.

        O regime era semi-militar. Nem cabelo grande os alunos poderiam ter (e eu tinha cabelo na época!). Barba tinha que ser feita todo dia, um saco. Tudo isso contribuiu.

        Sei que hoje deve haver cursos bons nessa área.

        abs,
        José Rosa.

        • Pena, a 101ª tinha ficado bonitinha…

          Quanto ao curso, é assim mesmo, cada caso é um caso. Mas, mesmo já existindo cursos bons, ainda existe muita coisa ruim…

          Imagino você de cabelo comprido, deve ter ficado engraçado.

Deixe um comentário: