Crises, lenços e slogans

Nas crises, há aqueles que choram e aqueles que vendem lenços.
(Adágio popular)

Essa semana vi alguns cartazes da Associação Brasileira de Agências de Publicidade (Abap) sugerindo que os empresários aproveitem a oportunidade para investir em publicidade. Veja uma das peças:

abap_anuncie.jpg

As primeiras beneficiadas por essa campanha são as próprias agências de publicidade: como aparentemente os clientes delas diminuíram os investimentos, elas literalmente seguem seu próprio conselho e anunciam para atraí-los novamente. Uma prova que em casa de ferreiro, o espeto nem sempre é de pau…

Continue lendo

Como ter um ano mais organizado

messy_room.jpg

Feliz ano-novo a todos! Que 2014 nos traga muita saúde e paz!

Essa é uma boa época para fazer um balanço dos últimos meses e se preparar para os novos desafios que virão. Existem vários textos sobre o assunto na internet, por exemplo:

Juntando esses textos, temos algumas dicas que podem nos ajudar no nosso trabalho…

Continue lendo

Como escrever um e-mail convincente?

long_list_businessman.jpg

Quando nos comunicamos, informações são transferidas entre as partes. Se a comunicação for bem-sucedida, essa transferência irá influenciar o receptor de alguma forma. Essa influência pode ser maior ou menor, dependendo de vários fatores, como o conteúdo da mensagem, as partes envolvidas, o meio e o canal usados, por exemplo.

Entretanto, em certas situações, como no ambiente profissional, a comunicação deve ser capaz de transmitir ideias e propostas – e portanto, influenciar – da maneira mais eficiente e eficaz possível.

Como fazer isso? Há várias formas, mas você pode começar seguindo essas seis dicas simples:

Continue lendo

Caveat emptor?

Ainda me surpreendo com o comportamento de algumas pessoas quando o assunto envolve dinheiro. Sem muito esforço, lembro de três ocasiões:

  1. CRM (mal) aplicado…;
  2. Quanto vale um cliente?; e
  3. Macacos de imitação?.

Essa semana, vi uma tirinha de Calvin e Haroldo que aborda esse assunto de forma muito engraçada:

Continue lendo

De onde vêm as boas ideias?

ruas_ideias.png

Imagine a seguinte situação:

Você está voltando para casa depois de um dia cansativo no trabalho.

Você passou o dia tão concentrado tentando resolver um problema do serviço, que só notou como era tarde quando seu chefe veio se despedir. Depois de deixar o problema para o dia seguinte, você só quer comer alguma coisa, tomar um bom banho e tentar descansar.

Você caminha distraído cantarolando uma música, sem prestar muita atenção na letra, quando ao dobrar a esquina, surge uma ideia em sua cabeça. Você dá um leve tapa na testa, sorri e murmura:

— Como não pensei nisso antes?

Satisfeito, você volta a caminhar, sabendo que agora sua noite será bem mais gratificante…

Quem nunca passou por uma situação parecida? Muitas vezes, depois de alguma questão ter ocupado nossa mente por um bom tempo, surge uma ideia brilhante, aparentemente “do nada”.

De onde vêm essas ideias? O que podemos fazer para torná-las mais frequentes?

Continue lendo