Casa vira escritório, mas tempo livre não aumenta

galileu_2006_12Encontrei, na Galileu nº 185 (dezembro/2006), uma entrevista com Max Gehringer.

Nela, ele faz algumas previsões com relação às profissões. Todas são interessantes, mas não vou mentir: gostei muito da primeira…

max_gehringerGalileu – O jovem que quiser se dar bem no mercado de trabalho deve estudar o quê?
Max Gehringer – Por “profissão do futuro” entende-se uma atividade que gere um número considerável de empregos e que tenha sustentação por anos. Assim, a única profissão “do futuro” nos últimos 20 anos é a tecnologia da informação. Há profissões novas com poucos empregos, como biotecnologia. E há antigas que geram empregos, como administração. Mas o campo da informática é o único que dá claros sinais de que continuará se expandindo na próxima década.

Galileu – Com o PC permitindo cada vez mais o trabalho a distância, como serão as relações trabalhistas?
Gehringer – As pessoas estarão conectadas à empresa 24 horas por dia, sete dias por semana. E não só pelo computador. Há também o celular. Trabalhar num local distante da empresa (a própria casa, por exemplo) é algo que beneficia não apenas quem trabalha, mas também a empresa, que poderá reduzir espaços de escritório e a infra necessária para ter empregados. Em casos assim, com benefícios mútuos, o trabalho remoto será inevitável.

Galileu – Na sua opinião, os avanços tecnológicos irão nos escravizar ou permitir que tenhamos mais tempo livre?
Gehringer – Desde o fim da década de 1960, regularmente surgem notícias de que o avanço tecnológico vai gerar mais tempo livre. Até hoje, isso não ocorreu. Pelo contrário, atualmente as pessoas estão dedicando mais horas ao trabalho do que dedicavam há 40 anos. A automação e o progresso tecnológico permitiram que as empresas diminuíssem o quadro de funcionários, e sobrecarregassem os que ficaram. Nada indica que esse panorama irá se alterar.

3 comentários sobre “Casa vira escritório, mas tempo livre não aumenta

  1. Acredito que hoje a grande dificuldade esta no modo de ver o que é considerado é viável para o mercado de trabalho e o que é viável para as pessoas que estão entrando no mercado de trabalho. Há muitas profissões existentes que podem fazer a pessoas de darem bem no mercado de tralho, basta apenas a pessoas fazer desta profissão algo que te der realmente um prazer, que te faça gosta daquilo, como se acada dia fosse único para pessoa, concordo fielmente na posição do Max que a área de informática, tecnologia, biotecnologia a cada dia estas se expandindo e tornando uma área visada no mercado de trabalho,sendo uma das opções para os jovens que estão iniciando a sua carreira profissional. Quando Max relata sobre os beneficios permitido nesta nova era do PC, começo a ver as coisas diferente, vejo mudança, sou estudante de Administração tenho também uma visão de reduzir gastos, mas sem deixar de reduzir a qualidade do serviço prestado, é sempre bom lembrar.

    Max explica claramente o que esta acontecendo.

    Lucinéia
    Estudante de Administração

Deixe um comentário: