Bate o sino, pequenino…

footprints_sand.jpg

Para mim, 2014 foi um ano difícil.

Teve bons momentos, é claro, mas também trouxe grandes dificuldades: da perda de pessoas muito queridas à montanha-russa que é a educação de jovens, passando pelo diagnóstico e tratamento de doenças graves em meus pais.

Em vários momentos eu me senti como um nadador cansado que bateu braços e pernas por muito tempo apenas para não se afogar…

Mas faltam poucos dias para o fim do ano e eu, tal qual aquele nadador, ainda estou nadando. Então, só me resta agradecer por tudo de bom que aconteceu e pelas duras lições que tive que aprender à força.

Afinal, como disse Carlos Drummond de Andrade, quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial e está quase na hora de começar de novo, porque a praia ainda está longe!

Assim como fiz em 2013, deixo uma mensagem que traz a força do nordestino, especialmente o sertanejo, que não desiste nunca! Agradeço ao meu grande amigo José Rosa por me enviar esse vídeo tão inspirador:

Desejo a todos um Feliz Natal e um 2015 com muita saúde, paz e amor!

2 comentários sobre “Bate o sino, pequenino…

Deixe um comentário: